Preço do trigo deve reanimar plantio no Paraná
A valorização do trigo no mercado deve reanimar o plantio do produto no Paraná na próxima safra de inverno, que começa a ser semeada em abril. Essa é a avaliação da Secretaria de Agricultura do estado (Seab), que divulgou na segunda-feira (04) sua primeira projeção de área plantada para o cereal. Segundo o órgão, os produtores vão cultivar o grão em 825 mil hectares. O terreno é 6% superior ao do ano passado, mas ainda está abaixo da média registrada entre 2000 e 2009, que é de mais de 1 milhão de hectares. Os técnicos da Seab argumentam que o milho deve limitar o avanço da cultura, já que há perspectivas de aumento nas exportações do produto. O estímulo ao aumento da área de trigo vem dos preços pagos aos produtores, que subiram 70% no último ano, considerando a média no mês de fevereiro. A saca de 60 quilos, que era vendida a de R$ 23,43 em 2012, hoje vale cerca de R$ 40 no estado. Há três safras que o trigo vem perdendo espaço nos campos paranaenses. A queda ocorre em função da forte oscilação nos preços e da falta comprador na época de colheita do produto, alegam os agricultores.

47 mil hectares

É quanto o trigo deve ganhar de área no próximo inverno em relação ao ano passado. Produto, que é matéria-prima para a fabricação de pães, massas e biscoitos, vinha perdendo espaço no estado por falta de preço remunerador e de liquidez no mercado.



Data: 06/03/2013
Fonte: Gazeta do Povo
Região Sul
Região Sudeste
Região Centro-Oeste
Região Nordeste
Região Norte
© 2014. Todos os direitos reservados.
Melhor visualizado no Mozilla Firefox ou Google Chrome